Páginas

sábado, 16 de junho de 2012

Alimentação e Treino no Inverno

Fit People,

Li essa reportagem hoje, de uma boa nutricionista, e achei que seria interessantíssimo vocês tomarem conhecimento também, afinal a maioria costuma fazer o contrário no inverno, se tranca em casa depois do trabalho no sofá + edredon + tv + comida em excesso, a combinação fatal para vc sair do inverno para a primavera maior do que entrou... por isso é muito importante você unir o útil ao agradável e aproveitar que a estação acelera nossa metabolismo para nos manter aquecidos, e justamente fazer o contrário, focar no treino e na dieta, e aí você vai estar perto de alcançar o sonho de estar como você deseja no verão.

Não se esqueça, o que plantamos hoje é o que colhemos amanhã, no nosso caso o famoso "Projeto Verão" que quase todos almejam ano após ano... mas aí a decisão te tornar isso também um estilo de vida, e colher isso para o resto da vida.

A escolha é sua, a consequência também, e o prazer em ajudar é todo meu!!!

Boa Leitura a todos!!!!



Alimentação e Treino no inverno

Para definição. À primeira vista, isso parece loucura: aeróbicos no frio? Menos Carboidratos em pleno inverno? Você só pode estar de brincadeira, né? Mas não estou!
Sabemos muito bem que o corpo precisa manter sua temperatura para que você não morra. Sabemos, também, que no inverno o corpo precisa gastar mais energia para manter sua temperatura para que você não morra – por isso sentimos tanta fome no frio. Sabemos, por fim, que o que você precisa pra perder gordura é ter um déficit calórico, ou seja, que você precisa gastar mais energia do que ingere. Então, a idéia do cutting no inverno é aproveitar o déficit calórico natural que é criado pela variação de temperatura e adicionar a ele um treino intenso e uma dieta bem elaborada(consulte uma nutricionista), de modo a perdermos a gordura que esconde nossos preciosos músculos de forma mais rápida e eficiente.
Na fase de cutting, devemos aumentar as repetições para 15 ou até 20 por série, certo? Erradíssimo. Faça isso e obrigatoriamente vai ter que reduzir o peso utilizado. Isso significa menos tensão e menor exigência dos músculos. Você não quer correr a maratona de São Paulo, quer? Não! Você quer ficar gigante e rachado, certo? Certo! Então ESQUEÇA esse papo de aumentar repetições na fase de cutting: esse é o erro principal e o que mais custa massa muscular aos praticantes de musculação.
Otimo, então você já tem sua resposta: a menos que você tome MUITO cuidado com sua alimentação e treinamento, seu corpo vai queimar sua massa muscular inteira antes de chegar até a gordura. Isso porque os músculos consomem uma quantidade colossal de energia simplesmente para continuarem existindo ali, do tamanho que estão. Em caso de privação, amigo, a primeira coisa é cortar gastos e seu corpo é especialista no assunto!
E como fazer para o corpo manter a massa muscular e se concentrar na queima de gordura? Além da dieta, o seu treino vai ser a base de tudo. E quando digo treino, eu me refiro a treino praticamente insano. Você vai AUMENTAR A INTENSIDADE do treino e até os pesos. Por mais controverso que isso pareça, a idéia é bem sólida: os sinais que o corpo vai receber com um treino intenso e pesado vão dizer claramente “PRESERVE A MASSA MUSCULAR! EU PRECISO DELA A TODO CUSTO POR QUESTÕES DE SOBREVIVÊNCIA! USE A GORDURA!

E como seria um treino de definição? Simples, rápido e insanamente intenso.

OBS: Disciplina e dedicação são importantes para um bom desempenho e resultados melhores. A ajuda de um profissional e orientação correta também são fundamentais para que realmente chegue onde quer sem problemas futuros. E acima de tudo deixar os mitos de lado e o achismo é o fundamental.

Nenhum comentário:

Postar um comentário